Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

DESTAQUES

Governo do Estado vai conceder abono de R$ 1 mil para servidores do Executivo

Governo do Estado vai conceder abono de R$ 1 mil para servidores do Executivo

O governador Paulo Hartung anunciou, na manhã desta segunda-feira (11), o pagamento de um abono de R$ 1 mil para todos os servidores do Poder Executivo Estadual, ativos e inativos. O abono, que é uma forma de valorizar o trabalho dos servidores públicos estaduais, será efetuado juntamente com o pagamento do mês de dezembro, que acontecerá no dia 22 deste mês. O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa. O governador explicou que o abono aos servidores públicos da ativa e aposentados será possível por conta da política de austeridade fiscal desenvolvida pelo Governo do Estado, que manteve as contas equilibradas e os pagamentos em dia durante o período de queda na arrecadação. Hartung destacou ainda a importância social, principalmente, para os servidores com menores salários. “Estamos em uma caminhada completamente desafiadora onde conseguimos evoluir com uma política de austeridade importante e necessária. Conseguimos manter as contas em dia e evoluímos em políticas públicas importantes e, no início deste semestre, conseguimos dar um passo importante que já desejávamos com a introdução do auxílio alimentação para os servidores que não recebiam o benefício. Em um cenário desafiador como este, essas ações são um sinal para equipe de servidores que trabalham conosco na contraprestação de serviços públicos aos capixabas”. Para o governador, a concessão do abono é também uma forma de valorizar os servidores. “Dentro das nossas possibilidades estamos dando sinal do carinho que temos com a nossa imensa equipe de Governo. É um abono importante para todos os servidores públicos, mas muito importante para os que recebem menores salários. O abono vai permitir um Natal melhor para esses servidores e suas famílias”, afirmou. Ajuste O secretário de Estado da Fazenda, Bruno Funchal, confirma que este é o resultado de uma caminhada que começou em 2015, com o ajuste fiscal. “É uma conjugação de controle de despesa e melhora da arrecadação. Isso nos dá segurança para darmos esse passo”, afirmou o secretário. Funchal também ressaltou a importância do servidor público para obtenção desses resultados positivos. “É preciso valorizar o papel dos servidores”. O pagamento do abono terá uma repercussão de R$ 90 milhões ao Caixa do Governo, mas segundo o secretário Bruno Funchal este é um passo que está sendo dado com toda a segurança sem comprometer nenhum tipo ação que o Estado tem planeja para o ano de 2017 e de 2018. O projeto de lei que prevê o pagamento do abono foi encaminhado para a aprovação da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (11).   Confiram o áudio da entrevista coletiva concedida pelo governador Paulo Hartung.    Informações à imprensa   Assessoria de Comunicação do Governo do Estado Leonardo Nunes (27) 9.99445215   Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Fazenda Loureta Samora (27) 3347-5128 / 99746-9479 loureta.samora@sefaz.es.gov.br
Governador participa de posses dos novos presidentes do TRE e TJ

Governador participa de posses dos novos presidentes do TRE e TJ

O governador Paulo Hartung participou, nesta segunda-feira (11), das solenidades de posse dos novos presidentes do Tribunais Regional Eleitoral (TRE) e Justiça (TJ), Annibal de Rezende Lima e Sérgio Luiz Teixeira Gama, que respectivamente, foram empossados em cerimônias distintas, realizadas na sede de cada Corte. O desembargador Annibal prestou o compromisso regimental, assinou o Termo de Posse e tomou assento na cadeira de Presidente do TRE. Annibal saudou os presentes e ressaltou a alegria de retornar ao TRE, onde será a quarta vez, que integrará a corte Eleitoral capixaba. O novo presidente também destacou que ao eleitor será garantida liberdade de manifestação, externado no voto livre e consciente. Já na posse do Tribunal de Justiça, foi seguido o rito do Cerimonial do Poder Judiciário tendo início com cerimônia militar, quando o governador Paulo Hartung e o desembargador Sérgio Gama foram recepcionados pela Banda da Polícia Militar e, logo em seguida, passaram em revista a tropa da Polícia Militar. Durante a solenidade, Sérgio Gama fez o tradicional juramento de compromisso legal para desempenho do cargo e afirmou importância da maior integração entre os diferentes poderes e instituições públicas. Desembargador Annibal de Rezende Lima O desembargador Annibal de Rezende Lima é natural de São José do Calçado, Sul do Estado, e graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em 1972. É detentor do prêmio Carlos Xavier Paes Barreto, conferido ao melhor aluno da 4ª Cadeira de Direito Civil, em 1972. Casado, pai de dois filhos e avô de dois netos, foi advogado militante, Procurador do Estado do Espírito Santo – aprovado em concurso público de provas e títulos, e professor do Departamento de Direito, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) – aprovado em concurso público de provas e títulos. Foi promovido ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça na vaga do quinto constitucional, destinada a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e tomou posse em 31 de agosto de 1998. Vice-presidente do Tribunal de Justiça, biênio 2006/2007. Nesse período, integra do Conselho da Magistratura e preside as Câmaras Cíveis e Criminais Reunidas. Foi Juiz do Egrégio Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Espírito Santo (TRE-ES), ocupando vaga destinada à classe dos advogados. Foi procurador-chefe da Procuradoria de Contratos e Obrigações e da Procuradoria Geral do Estado. Membro do Conselho da Procuradoria Geral do Estado, Presidente da Associação dos Procuradores do Estado do Espírito Santo (1993), Conselheiro (suplente) da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção do Espírito Santo – e Membro da Junta de Recursos da Previdência Social no Estado do Espírito Santo. Desembargador Sérgio Luiz Teixeira Gama O desembargador Sérgio Luiz Teixeira Gama é natural de Alegre, Sul do Estado e graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em 1971. Iniciou a carreira como escriturário do Banco do Comércio e Indústria de São Paulo, foi professor e, em 1974, foi aprovado no concurso público para Promotor de Justiça, tendo atuado nas Comarcas de 1ª, 2ª e 3ª Entrâncias. Atuou na Assembleia Constituinte de 1989. No Ministério Público Estadual, foi promovido por merecimento ao cargo de Procurador de Justiça, em 1991. No MPES, foi eleito para exercer o cargo de Corregedor Geral, no biênio 1996/1997. Foi promovido ao cargo de desembargador do TJES, na vaga do quinto constitucional, destinada ao Ministério Público, e tomou posse no cargo em 3 de agosto de 2000. Com informação dos Tribunais Regional Eleitoral (TRE) e Justiça (TJ) Informações à Imprensa
 Assessoria de Comunicação do Governo do Estado
 Leonardo Nunes
(27) 9.99445215